Resenha Spray Dumb Blonde Bed Head TIGI – toning protection spray

Cupom de desconto Glambox

De 2018 para 2019

Avaliando produtos de make de R$10,00

Ficando bem com meu corpo

Ugly Sneakers – o que é e como usar

Caneta SOS Cutículas Perfeitas Granado Pink

Livro Por Todas Nós da Ellora Haonne

CC Cream Siàge Reconstrói os Fios EUDORA

10jul/14

Qual a função de tanto ódio?

BiaGood VibesTextos

É hora de falar sobre internet, sobre o que está entalado aqui faz um tempo. Se não fosse por ela, não teria o meu trabalho, mas acho que algumas coisas estão indo longe demais. Esse caminho de mão única precisa ter um sinal de stop. Eu tô falando de você que se protege atrás de um perfil anônimo pra dizer da forma mais grosseira possível que não gostou do que viu. Isso pra mim é ser covarde.

covarde

Medo do outro, do sucesso do outro, de uma ideia que é tão brilhante que você se irrita por não ser sua. Por que elogiar se você pode simplesmente dizer que ficou horrível? Sem falar na perda de tempo de criar um perfil falso, porque, apesar de ter uma opinião sobre aquilo, você não quer que ninguém saiba que ela partiu de você. Agora, me diz uma coisa: pra quê?

HATERS

Não falo isso por ser “blogayra” como agora vocês gostam de dizer, mas falo como pessoa. Não precisamos ir tão longe pra se colocar no lugar de alguém. Todo dia a vida nos diz ‘não’ em alguma coisa e o ponto não é não receber críticas, mas sim aonde queremos chegar com elas e se de fato criticamos na espera da melhoria, ou apenas pelo prazer de dizê-las, mascarados pelo anonimato da internet. Você realmente acha que vai mudar alguma coisa chamando alguém de gordo, sendo que eu tenho certeza de que você  mudaria algo em si mesmo? E mais! O tempo que você perde criticando só revela o quanto a posição do outro te incomoda. Como você não tem o que fazer em relação a isso, critica na esperança de que ele suma e sobre algum espacinho pra você.

anonimous

Ninguém é obrigado a gostar do que vê, da mesma forma que não somos obrigados a ouvir o que você tem a dizer. Pra mim, é uma regras simples: na vida, aquilo que nos faz mal ou é indiferente, devemos simplesmente abandonar. Na internet isso é ainda mais fácil. Não gostou? Não entra! Discordou? Não curte! Pra mim, é muita perda de tempo, falta de maturidade e um tanto bom de ~ outra palavra que vocês adoram ~ “recalque” entrar em um perfil de alguém que eu não gosto, só pra que ela saiba que alguém do lado de cá está julgando tudo o que ela faz, como se isso fosse realmente mudar  o mundo dela e o meu.

miley

Enquanto você dá print na tela do celular pra mandar a foto para que ela seja julgada não só por você, mas por todos os outros haters, ela continua a vida dela, sem nem saber quem é você na fila do pão e, olha, quer saber? Ruim é pra você. O que você ganha no final do dia? Acredito que seja muito pouco, porque no dia seguinte você o fará de novo e por aí vai. Eu não sei quando ficou engraçado ter sua foto estampada em um blog, esperando críticas e mais críticas, vendo todo mundo apontando seus defeitos, mas acho que já chegou a hora de parar. Pra ser sincera, eu ria disso na sexta série, com os jornaizinhos do colégio. E sim, todas as meninas que eram julgadas, bem lá no fundo todo mundo tinha uma baita inveja delas. Afinal, chamar de “vagabunda” a menina que ficou com o cara gato do primeiro ano é muito mais fácil do que conseguir a mesma coisa. Mas hoje, existe uma diferença de no mínimo 10 anos desde aquela época. Trocamos o “gato” ~ ou não ~ pelas viagens, roupas, maquiagens e um mísero presskit e usamos isso como argumento para explicar o ódio.

Só pra esclarecer, não tive nenhum comentário desse tipo e por isso me inclinei a escrever. Tenho sorte de ter os melhores leitores do mundo, os mais educados, até nas críticas. É que estou cansada mesmo, com preguiça de tanta gente “odiosa” em troco de nada. Você que ri da “bluógete” que coloca mil regras no sorteio, é o mesmo que diz “SDV” e “troco likes” na foto de outras pessoas. Acho que é hora da gente se olhar no espelho, mudar o que nos é de respeito e se colocar no lugar do outro. Não sei se você sabe, mas não é porque você não tem um blog que não esteja sendo julgado pelos outros ao seu redor. É que eles, ao contrário de você, ainda não encontraram uma maneira de se esconder atrás do anonimato.

Tags:

Veja também esses posts relacionados:

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

18 Comentários

  • Karina
    11 jul 2014

    Texto maravilhoso Bia !
    Infelizmente as redes sociais viraram um “campo minado” sempre tem alguém pronto a “explodir” suas críticas ácidas sem respeito algum.
    Criticar o outro não leva a nada, ou melhor eu diria que leva sim… leva a propagação do ódio, do desrespeito, da intolerância.
    Crítica construtiva é uma coisa, agressão é outra. Denúncias e alertas sobre propagandas enganosas (por exemplo)é uma coisa, usar de ignorância e xingamentos é outra bem diferente !
    Essa geração está meio “perdida”, achando que é o máximo ter esse tipo de atitude, perdendo seu precioso tempo de vida em algo tão desnecessário.
    Aí vemos essas cenas se repetirem de forma “real” nas escolas, faculdades e até mesmo no ambiente de trabalho, onde pessoas são excluídas, violadas, agredias, verbal e fisicamente, o ódio começa de forma “sutil e sorrateira” no mundo virtual e ganha forma brutal na “vida real”. Se bem que muitas coisas que vemos na internet já é brutal né?!

    Muitos beijos Bia e parabéns por abrir um espaço de discussão inteligente e totalmente necessário !!

    • Bia Jiacomine
      14 jul 2014

      Ei, Karina!
      Muito obrigada, sua linda!
      Concordo plenamente com você. Aonde iremos parar com tanta crítica gratuita? E na internet a coisa toma uma proporção enorme mesmo…
      Muito obrigada, sua linda! Inclusive por participar!
      Beijão

  • Camila
    11 jul 2014

    É incrível sua habilidade em usar as palavras e deixar as coisas simples e claras.Não é apenas o conteúdo do blog que nos atrai, é forma como você coloca as coisas, é o seu jeito.
    Infelizmente algumas pessoas tem por hábito criticar e rebaixar as outras pessoas para que sintam-se maiores e mais elevadas emocionalmente. Quem se expõe e tem coragem está sujeito a críticas, mas só a coragem de se expor já faz com que valha a pena e demonstra que você é forte.
    Acesso seu blog td semana porque quero ler, saber mais sobre você e sobre o que você pensa… equanto houver pessoas em busca do que você acrescenta e enquanto isso lhe fizer bem, mostre-nos o que você desejar!
    Você é inteligente e é uma pessoa que faz a diferença e é disso que as outras pessoas precisam,conteudo!

    Beijos

    • Bia Jiacomine
      14 jul 2014

      Ei, Camila!
      Aahh, muito obrigada, sua linda! Fiquei muito feliz em saber disso!
      Fiquei muito animada ao ler seu comentário, fez da minha segunda um dia melhor!
      Muito obrigada, sua linda!
      Beijo enorme pra você e boa semana!

  • Lala
    10 jul 2014

    Biia…. Não comento nunca!!!!!! (abafa!!!! ), mas esse não poderia deixar passar… Adorei o texto.. Encaixa perfeitamente em algumas pessoas..
    Gente assim cansa!!!!! Esse mal volta triplicado pra a pessoa…
    Seu blog tá liiindo!!! Aparece… ☺
    Beijooo

    • Bia Jiacomine
      11 jul 2014

      Ei, Lala!
      Mas por que não comenta, uai! Venha sempre!
      Muito obrigada, sua linda! Concordo com você, tudo o que a gente faz, pagamos um preço por isso.
      Que bom que gostou!
      ;*

  • Débora
    10 jul 2014

    Oi Bia, super concordo com vc!!! Se é uma pessoa que eu gosto e falou algo errado ou que eu não gostei e acho que minha crítica pode ser importante, e não só pra chatear a pessoa, escrevo da melhor forma possível, não pra magoar! Ser criticado é difícil, mas saber que a intenção é crescimento(são críticas construtivas) e não de forma grossa, está ok! As pessoas andam se aproveitando dos perfis anônimos para falar besteiras e acho isso ridículo! Aquela pessoa que está no youtube/blog está colocando a cara a tapa, mostrando sua opinião, aí a pessoa chega e não tem coragem de fazer o mesmo??!!! Fala sério, como dizia minha mãe “cresce e aparece” haha! Beijão

    • Bia Jiacomine
      11 jul 2014

      Ei, Débora!
      Claro, sua mãe está certíssima!
      Não existe isso, humilhar alguém porque você se incomoda com ela? Fala sério!
      Mais amor por favor!
      Beijão

  • Thierrie Magno
    10 jul 2014

    Adoro suas crônicas e pensamentos: são sempre tocantes. Sempre te achei expressiva e autêntica, um dos motivos para você ser bem sucedida em tudo que faz. Seu blog é lindo – como você é linda por fora e por dentro. Infelizmente sempre existiram os invejosos que não conseguem ser “alguém” e tentam atacar quem está tentando produzir algo legal.

    Mas lembre-se de que também existiram os seus fãs/admiradores ( like me!) que valorizam o trabalho de pessoas dedicadas e inteligentes.
    Abraços e saudades.

    • Bia Jiacomine
      11 jul 2014

      Eeeeeei, seu lindo!
      Muito obrigada pelo carinho, desde sempre!
      Concordo com você, não só os hater existem, mas os lindezas feito você também!
      Beijão, seu lindo!

  • Thaiane
    10 jul 2014

    Bia, acho que você deve já ter cansado de me ver por aqui, mas sinceramente você é o único blog em que eu gosto de comentar, de elogiar pois é sincero.
    Concordo com tudo que disse, eu realmente acho uma imaturidade sem tamanho odiar uma pessoa por nada, xingar, gritar é um sinal tão grande de desespero e inveja e tudo isso porque estão atrás do maldito anonimato. Eu duvido muito que essas pessoas tem a coragem de dizer “nossa, ficou horrível”… “você é nariguda e tá muito gorda”…. Se você for clicar no perfil dessas pessoas vai ver que todas possuem os mesmos defeitos que aponta ou pior…
    Por isso Bia, acredite, eu não possuo Instagram, Twitter ou Facebook, pois quero me manter longe de tanta falsidade.
    A única coisa que as vezes, eu fico chateada, é de algumas blogueiras não sinalizarem publieditoriais ou que indicam lojas que são uma furada e elas possuem leitoras novinhas que acabam por imitá-las a todo custo, eu acho que deveriam ter regras mais explícitas com isso mas de resto, acho que cada um deve correr com seu blog como bem entender, eu não entro em vários (os que fazem looks com pele de animal por exemplo) mas mesmo assim não vou lá xingá-las gratuitamente, o que não me faz bem eu fico longe, simples assim!

    Parabéns pelo post incrível! Sempre te falo isso, continue assim, você nos faz ter o prazer em te seguir!
    Um beijão!!!!!!

    • Bia Jiacomine
      11 jul 2014

      Ei, Tha!
      Eu? Jamais me canso, adoro quando vocês aparecem por aqui!
      Fico tão feliz em saber disso! Muito obrigada!
      Você está mais do que certa. Eu já cancelei minhas redes sociais várias, vezes, mas estão associadas ao meu trabalho, então não posso me desvincular completamente.
      Nesse ponto também concordo com você. Eu mesma sinto isso, tem conteúdo que eu tenho certeza de que é publi, mas elas não sinalizam. Acho desrespeitoso também. Mas não é por isso que merecem serem chamadas de vacas, né…
      Muito obrigada, sua lindeza!
      Amei saber que gostou e que gosta do meu trabalho!
      Beijo enorme!

  • Karen Alves
    10 jul 2014

    Oi Bia,
    Parábens, ótimo texto, suas ideias foram muito bem colocadas!

    Concordo com tudo o que você disse e pra mim pessoas que fazem esse tipo de coisa, são tão infelizes e precisam criticar tudo o que o outro faz pra se sentirem ” alguém”, chamar atenção de alguma forma, mesmo que seja ridiculizando e humilhando o outro.

    O Mais engraçado de tudo isso, é que a maior parte dessa pessoas que criticam esteticamente e fisicamente as outras, são iguas ou até mesmo piores. Chamam o outro de gordo, magro demais, feio, cebelo horrivel, maquiagem ridicula… E no fundo, se sentem dessa forma!
    Realmente não da pra entender. Você como Psicologa pode enteder melhor essa mente doentia das pessoas!

    Eu e uma amiga acompanhamos sempre o seu blog, assim como outros, e vemos muita coisa desse tipo, ainda mais no youtube e IG onde os comentarios não são moderados. E sempre falamos sobre esse tipo de coisa também e achamos um absurdo!

    Eu sou da seguinte opnião: Se não gosto de uma pessoa, não faço a mínima questão de saber da vida, o que anda fazendo, com quem ta, onde está, fazendo o que…

    E se vejo algo que não me agrada, eu simplesmente ignoro. Sou difícil de comentar até nas coisas que acho banacas!

    Mas vamos ter esperança de que um dia as pessoas vão cair na real e ver que isso tudo não leva ninguém a nada!

    Seu blog está a cada dia melhor, muito conteúdo pra gente =)
    Beijos, sucesso!

    • Bia Jiacomine
      11 jul 2014

      Ei, Karen!
      Muito obrigada, sua linda!
      Eu concordo, muitas vezes, vou até o perfil dessas pessoas e vejo que não são nenhuma beldade, são comuns como nós.
      Também acho isso, tem gente que me irrita na internet, ou tem um perfil que de repente não faz mais sentido seguir, eu simplesmente deixo de ver, ao inv´pes de ficar xingando, fazendo ela saber que está me irritando,. PRa que?
      Muito obrigada, fico muito feliz em saber que gosta daqui!
      Beijão

  • Manu Ferreira
    10 jul 2014

    Eu não mudaria uma vírgula do seu texto Bia, sigo blogs e blogs há tempos, o seu descobri tem pouco tempo pelo blog da Fran do Morando Sozinha e só “fiquei” pq sinceramente tem posts e textos inteligentes, o que pensar e o que dizer a essas pessoas? Ignorar e pedir a Deus que elas finalmente “cresçam e apareçam” Bjo no <3

    • Bia Jiacomine
      11 jul 2014

      Ei Manu!
      Muito obrigada, sua linda!
      Fico muito feliz de você ter gostado e continuado por aqui!
      Concordo com você, só Deus na causa mesmo…
      Beijão

  • Thaiany
    10 jul 2014

    Quando vejo coisas do tipo a primeira coisa que me vem à memória é “inveja”, um sentimento tão corrosivo onde a pessoa prefere tentar machucar o outro a reconhecer que aquilo é bom e batalhar se quer algo parecido.É um vazio da alma tão grande, ou melhor, tão preenchido por sentimentos negativos, que eu chego a ficar com pena da pessoa que se afunda nisso.

    • Bia Jiacomine
      11 jul 2014

      Ei, Tha!
      Eu preciso concordar com você. Infelizmente a inveja nos move a fazer coisas desse tipo. Eu também sinto pena, sei que uma hora a ficha vai cair, mas até esse momento chegar, eu juro que não entendo como funciona a cabeça delas…
      Beijão